1655

Prefeitura Municipal de Ibicaraí

Pular para o conteúdo
Última atualização:
|
Prefeitura Municipal de
Ibicaraí

Educação faz nova reunião na Câmara de Vereadores para tratar de assunto sobre violência nas escolas

Fonte: ASCOM
19/04/2023 às 07h39

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


A prefeitura de Ibicaraí, através da Secretaria de Educação e a Secretaria de Administração, realizou na manhã de segunda-feira, dia 17, no plenário da Câmara de Vereadores, uma nova reunião para tratar da questão da violência nas escolas, problema esse que vem sendo propagado pelas redes sociais e que tem atingido escolas e creches em algumas cidades do Brasil.

Nessa segunda reunião, além da presença da secretária de Educação, Miriam Andrade e o comando da Polícia Militar de Ibicaraí (63ª CIPM), nas pessoas do Comandante Major PM Cláudio Lopes e o Subtenente Raniere Nascimento, a reunião contou com a presença da prefeita Monalisa Tavares, da secretária de Administração Adriana Assis, da Guarda Civil Municipal (GCM), Marcela Bispo, a Promotoria Pública, na pessoa do Promotor de Justiça Rafael Pithon, o Conselho Municipal de Educação (CME), na pessoa da Rosália Reis, a APLB, representada pela presidente Glaudinéa Bispo, o Conselho Tutelar na pessoa do conselheiro Carlos Orlando, a 63ª CIPM, além de Gestores e professores das escolas públicas municipais, estaduais e escolas particulares. 

A secretária de Educação Miriam Andrade mediou a reunião, falou e expôs diversos assuntos e pautas, ofertando a palavra para todos os presentes na Câmara. Miriam falou que na próxima quarta-feira (dia 19), acontecerá um treinamento (reciclagem) com os porteiros das escolas, que será ministrado pela GCM local. “Tudo é muito novo para todos nós. Queremos ouvir a opinião e demanda de todos e saindo daqui vamos sentar com a Polícia Militar, Polícia Civil, GCM, prefeita e assessores e elaborar uma pauta, que será analisada e melhorada pela Polícia Militar, que vai nos ajudar na criação de um protocolo de acesso às nossas Unidades Escolares, para trazer uma maior segurança aos alunos e aos profissionais de Educação da rede pública e particular de ensino de Ibicaraí”, disse Miriam. 

O Comandante Major PM Cláudio Lopes falou da importância da mobilização de todos e da criação imediata desse protocolo de acesso às nossas Unidades Escolares, do papel das polícias e da Guarda Civil Municipal e do atual momento de tensão pelo qual se encontra o país, tanto na figura dos alunos, professores e profissionais da Educação, como os pais que ficam em casa. Segundo o Major, essas ações sempre existiram nas escolas, sem tanta mídia, e hoje, com o advento da internet e redes sociais, tudo toma uma grande proporção. Segundo o Major, o importante é que todos estejam atentos dentro de casa ou nas escolas e ao perceber algo de diferente ou suspeito, ligar para a Polícia ou a GCM. “Esperamos ter em breve esse protocolo para passar para todos vocês”, disse o Major.

O promotor Rafael Pithon foi sucinto ao dizer que toda ou qualquer ação feita pelos órgãos responsáveis, terá o total apoio da Promotoria Pública. “Estaremos sempre do lado certo, apoiando as boas ações. É importante dizer que a informação chegou para todos e é uma realidade que veio para ficar. Estamos vivendo um momento de ebulição do problema. Não podemos esfriar. Esse momento vai passar, mas os protocolos preventivos precisam ser feitos. Espero que saia logo esses protocolos e fico feliz por Ibicaraí estar agindo. Estou aqui para apoiar. Como MP eu me coloco à disposição e apoiamos de forma integral toda ou qualquer medida necessária”.

Falaram também o representante do Conselho Municipal e a comandante da Guarda Civil Municipal (GCM), Marcela Bispo; o representante do Conselho Tutelar, Carlos Orlando; a representante da APLB, Glaudinéa Bispo; a professora Rosália Reis, presidente do CME, diretoras e professoras.

A secretária de Administração Adriana Assis falou da parceria com a Secretaria de Educação, do Programa Ronda Escolar (PRE). Adriana falou que está previsto para o início de maio a implantação do plantão 24 horas na GCM e que uma parceria entre Saúde e Educação seria importante, pois é sabido que não existem psicólogos suficientes na Educação para atender uma gama tão grande de alunos com ansiedade, crise de pânico, entre outros problemas causados pela pandemia, que literalmente prendeu em casa milhões de jovens no Brasil e no mundo. “Nós vamos trabalhar em parceria, mas precisamos respeitar o limite e as condições de cada um. Precisamos nos unir”, disse Adriana.

A prefeita Monalisa Tavares começou falando sobre o quanto estamos vulneráveis nas redes sociais e lembrou que a ameaça feita pela internet pode acontecer em qualquer dia e que é preciso ficar sempre atento. A gestora lembrou do passado e como era tranquilo ir à escola e o respeito que existia entre aluno e professor. Monalisa falou desse novo momento e da importância de todos trabalharem em conjunto, pois a violência nas escolas é um problema de todos. Não existe um culpado ou responsável. A prefeita aproveitou para falar de uma emenda parlamentar que acabou de chegar para a educação no valor de 350 mil reais e que ela vai usar parte desse recurso para melhorar a segurança das escolas. Monalisa finalizou a sua fala dizendo: “Mais amor por favor”.